08 março 2010

O que a vida espiritual não é

“A vida espiritual não é vida mental. Não é só pensamento. Também não se trata, é claro, de vida de sensação, de sentimento – de ‘sentir’ e experimentar as coisas do espírito e as coisas de Deus. Mas a vida espiritual também não exclui pensamento nem sentimento. Precisa de ambos. Não é apenas vida concentrada no ‘ponto alto’ da alma, vida da qual mente, imaginação e corpo estejam excluídos. Se fosse o caso, seria para poucos. Ainda mais: se vida espiritual fosse isso, não seria vida.”

Thoughts in Solitude, de Thomas Merton
(Farrar, Straus and Giroux Publishers, New York), 1958. p. 15
No Brasil: Na liberdade da solidão, (Editora Vozes, Petrópolis), 2001. p. 24
Reflexão da semana de 08-03-2010

Um pensamento para reflexão: “Para viver, o homem precisa estar todo vivo: corpo, alma, mente, coração, espírito.”
Na liberdade da solidão, Thomas Merton

2 comentários:

jefhcardoso disse...

Prazer em conhecer o pensamento de Thomas Merton! A postagem me faz refletir em questões complexas e intrincadas da existência. Fico grato e deixo um terno abraço!

Jefhcardoso do bom http://jefhcardoso.blogspot.com

José Eduardo da Silva disse...

Acredito que um espírito sincero está condicionado as demandas de Deus. Sem o religiosismo equivocadop, eu penso que este mesmo espírito que almeja algo novo responde a essas demandas. O Antigo Testamento está repleto de atitudes de exemplos desta resposta. Num determinado momento de sofrimento, e embusca de uma nova realidade, muitos profetas e homens sinceros de vestiam de pano de saco e punham cinzas na cabeça e isso era um sinal copncreto do que buscavam. Isso reflete não só um pensamento sovbre uma espiritualidade, mas uma atitude para tal.

Só preciamos discernir e contextualizar em nosso tempo qual a nossa resposta para isso que queremos.

Ótima postagem.

Forte abraço.