26 setembro 2011

Livre!

“A viagem, esta transição do mundo para uma nova vida, era como voar em um elemento estranho, como se eu estivesse na estratosfera. Contudo, eu estava nesta terra conhecida, e a chuva fria do inverno corria pelas janelas do trem enquanto passávamos pelas colinas escuras.”

A Thomas Merton Reader
Editado por Thomas P. McDonnell
(Image Books, New York), 1989. p. 132
No Brasil: A montanha dos sete patamares, (Editora Vozes, Petrópolis), 2005, p. 334

Reflexão da semana de 26-09-2011


Um pensamento para reflexão: “Eu estava livre. Havia recuperado minha liberdade. Pertencia a Deus, não a mim mesmo…” 
A Montanha dos Sete Patamares, Thomas Merton

2 comentários:

Nada será como antes,amanhã disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nada será como antes,amanhã disse...

Quando li "A montanha dos sete patamares" - era um adolescente solto pelo mundo,através da literatura.Nunca me esqueci de Thomas Merton,misto de hippie,intelectual e monge.Recentemente reli com emoção redobrada,e como da primeira vez,doarei este exemplar com suas páginas frágeis e amarelinhas de uma editora que provavelmente,não existe mais no mercado.Lerei Thomas Merton novamente em outros exemplares,por outras editoras para depois doar o livro,como sempre fiz/faço/farei,com todos os livros que me caem nas mãos.Grato!