08 julho 2013

Silêncio e oração

“Quando me liberto pelo silêncio, quando não mais estou envolvido em calcular a vida mas em vivê-la, posso descobrir uma forma de oração em que efetivamente não há distrações. Toda a minha vida se torna oração. Todo meu silêncio está repleto de oração. O mundo de silêncio em que me acho imerso contribui para minha oração.”

Thoughts in Solitude, de Thomas Merton
(Farrar, Straus and Giroux Publishers, New York), 1958.
No Brasil: Na liberdade da solidão, (Editora Vozes, Petrópolis), 2001. p. 73

Um comentário:

Anônimo disse...

No silêncio é que sou acariciado por Deus.