26 janeiro 2009

A misericórdia cura tudo

“Embora de nada adiante por nossas esperanças em um novo mundo totalmente utópico, no qual cada um será sublimemente misericordioso, somos obrigados, como cristãos, a procurar algum modo de dar à misericórdia e à compaixão de Cristo uma dimensão social e até política. A função escatológica da misericórdia, repetimos, é preparar a transformação cristã do mundo e introduzir o Reino de Deus. Esse Reino manifestamente ‘não é deste mundo’ (ao contrário de todas as formas de cristianismo milenarista e messiânico), mas exige ser exemplificado e preparado por formas de testemunho social heróico que tornem a misericórdia cristã clara e evidente no mundo.

(…) A misericórdia cristã deve descobrir na fé, no Espírito, um poder suficientemente forte para iniciar a transformação do mundo em um lugar onde reinem compreensão, unidade e relativa paz, onde a humanidade, as nações e as sociedades estejam dispostas a fazer o enorme sacrifício necessário para se comunicarem de modo inteligível, compreender-se, cooperar para alimentar os milhões de famintos e construir um mundo de paz. ”

Love and Living, de Thomas Merton
Editado por Naomi Burton Stone e Patrick Hart, OCSO
(Farrar, Straus and Giroux, New York) 1979, p. 219
No Brasil: Amor e Vida, (Martins Fontes Editora, São Paulo), 2.004. p. 230-231
Reflexão da semana de 26-01-2009

Um pensamento para reflexão
: “A misericórdia cura tudo. Cura corpos, espíritos, sociedade e história. É a única força que pode realmente curar e salvar.”
Amor e Vida, Thomas Merton

2 comentários:

Marlene Maravilha disse...

o amor, dom maior, está aliado a misericórdia, e este conjunto realmente é a única forca que possuímos para fazer diferenca na nossa vida e na dos outros.
Que lindo post!
abracos

Darlon Carlos disse...

Essas palavras de Merton mostram uma responsabilidade que não vemos mais em muitas pessoas nos dias de hoje que, diante de suas vidas confortáveis, falam do que não vivem e nem querem viver. Ele, pelo menos, foi leal consigo mesmo em ver o mundo que o cercava.